7 de jun de 2012

madrugada bela

ouço o ronronar do ar condicionado na madrugada
o ventinho frio como que tenta embalar o sono suave que me acomete
o silêncio da madrugada sempre me cativa, revigora o meu ser e me tonifica o corpo
sinto vontade de levantar só para sair lá fora e contemplar a rua silenciosa onde só o balançar das árvores pode ser sentido. É como se elas se exibissem aos meus olhos numa dança silenciosa e bela.
é na madrugada em que a magia acontece,
é o momento em que a cidade dorme e a energia boa te acaricia a pele com a suavidade da brisa fria.
é na madrugada onde todos se encontram profundamente adormecidos, que até a alma menos caridosa se torna indefesa e frágil.
Nesses momentos, todos se tornam anjos, vez que dormir é uma espécie de morte-vida, e é onde o mundo se torna mais leve, mais suave, mais belo.

Val Araújo

Nenhum comentário:

Postar um comentário